quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Brasília: tudo acaba na cama...e a promiscuidade reina

Caro blogauta,

Ficando em Brasília durante uma semana (de 06 a 11.11.11) percebi o quando estamos longe de uma verdadeira democracia e o tipo/estilo de políticos que são legitimados nas eleições e nos representam (que horror!!) de forma tão "singular".

Associo a tudo isso a síndrome de Sodoma e Gomorra instituída, legalizada, acomodada, implantada, realizada, exposta e absorvida por todos que entram e saem do Congresso Nacional.

O Bacanal de Herodes é fichinha diante de tanta promiscuidade, levianismo, cinismo e conivência. Por isso resolvi fazer uma série sobre Brasília, especificamente nas temáticas política e prostituição.

Na linguagem da minha avó, se viva fosse, seria roubalheira e “quengas pra quem quer”.

Segue o material. Apreciem...ou melhor...estejam preparados para o sujo e o nojento mundo dos políticos em Brasília.

Como registro, sugiro que vocês pesquem na revista Meia Um, um veículo local que faz o jornalismo que tanto gostamos de ler e muitas vezes não conseguimos fazer.