quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

A moral do ainda prefeito Misael Aguilar

Foto: Site prefeitura Juazeiro/BA


O ainda prefeito de Juazeiro/BA, Misael Aguilar (PMDB) e seus pares da coligação Por amor a Juazeiro entraram (19/12/08) com uma ação na justiça pedindo a cassação do diploma do prefeito eleito Isaac Carvalho (PCdoB) alegando que o mesmo fez uso do “caixa dois” durante a campanha eleitoral e iniciou sua campanha política antes da data permitida pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

Independentemente de o fato ser ou não verdadeiro, uma pergunta paira no ar: com que moral o então prefeito Misael pode fazer tal solicitação?

Diante de um final de governo a beira de uma tragédia com salários atrasados (suspensos), os postos de saúde na UTI com falência múltipla dos órgãos, além da ausência de prestação de contas dos gastos públicos.

Sem falar que no período eleitoral o que não faltaram foram denuncias sobre compra de votos e “gratificações” especiais para colaboradores de campanha, sobretudo no último dia das eleições.

Para quem tem telhado de vidro fica complicado jogar pedra no telhado do outro. Tudo pode vir à baila.

Na verdade, o que o eleitor quer mesmo é que tudo venha a público e seja dada satisfação à sociedade dos projetos e investimentos realizados pela prefeitura com o dinheiro do povo.

E bom seria que todo o jogo político viesse à mostra não apenas em Juazeiro, mas em todos os demais municípios e candidatos eleitos.

Até porque da forma como as coisas seguem, logo, logo a prática do “caixa dois” vai virar MP (Medida Provisória) e tudo fica “normal”.